Resumos e sites que irão te ajudar!

História 7

1ª Fase: Guerra da Indochina

Tudo começa quando França e Japão travam uma guerra para disputar a Indochina, essa batalha ficou conhecido como Dien Bien Phu. O Japão ganhou e Ho Chi Min estava comandando o Vietnã e quis implantar o socialismo.

Os EUA incomodado com isso, pediu a ONU que realizasse uma reunião para rever o caso, e essa reunião ficou conhecida como conferência de Genebra. Essa conferência, determinou a divisão do Vietnã: o Vietnã do Norte (comunista) – capital Hanói e Vietnã do Sul (capitalista) – capital: Saigon. A linha imaginária que dividia o Vietnã chamava-se Paralelo 17º.

Ho Chi Min, não gostou dessa divisão, e sugeriu que houvesse uma eleição em que os Vietnamitas votassem. Porém, como a maioria queria o comunismo e o capitalismo iria perder, os EUA pediram a ONU que essas eleições fossem canceladas, e foram!

2ª Fase: A Guerra do Vietnã (1965-1975)

Ngo Dinh Diem comandava o Vietnã do Sul, e os EUA influenciou para que esse território proclamasse sua idependência, o que acabou acontecendo.

Irritados com essa “onda do capitalismo” e com Ngo Dinh Diem, eles organizaram uma grupo comunista para lutar contra essa situação: os Vietcongs.

Os EUA estavam transmitindo tudo pela TV, e como o Ngo Dinh Diem era muito violento, isso manchava a imagem dos EUA, e por isso, eles quiseram tirar ele do poder, aplicando um golpe de Estado em 1963.

Bom agora o Vietnã do Sul estava com militares nos poder, estavam independentes e tinha armamento dos EUA, ou seja, estavam prontinhos para uma guerra.

Os EUA estavam planejando lutar contra os comunistas, mas para isso eles precisariam de uma desculpa para atacar o Vietnã do Norte, e para isso, eles divulgaram na mídia que um navio deles (Maddox) foi atacado pelos vietinamitas do norte (o que era mentira). Mas a mentira só foi descoberta em 1971.

Os vietcongs então traçaram uma estratégia que evitaria muitos conflitos: eles fizeram uma trilha de 16 mil km e a chamaram de Ho Chi Minh em homenagem ao seu líder. Além da trilha, eles construíram túneis e dentro deles havia pronto socorro, transporte de armamentos, etc.

(clique para ficar maior)

Os EUA não conseguiam encontrar os Vietcongs, e usaram um produto químico chamado de agente laranja para desfolhar as arvores e acharem a trilha Ho Chi Minh, porém, eles não encontraram, e já que não podiam atacar os militares, eles lançaram a bomba Napalm (mistura de gasolina + produtos químicos que provocava combustão chegando a 50ºC) em vilarejos.

* detalhe: toda guerra tem suas regras, e uma delas é não atacar os civis, os EUA atacaram e não foram punidos.

Com tudo isso televisionado, os estadunidenses ficaram chocados com tanta violência a pessoas inocentes, e começaram a se revoltar. Surgiu então, o movimento Hippie, que recebeu apoio de vários artistas, que pregavam a paz e o amor.

Alguns jovens que foram obrigados a irem para a guerra usavam como refúgio as drogas, e isso manchou o movimento Hippie, mas não foi o suficiente para acabar com ele.

Todos abalados, inclusive os próprios estadunidenses, fez com que os EUA se rendesse e em 1973, no Acordo de Paris, ficou determinado o fim da Guerra.

Em 1975 eles descartaram o Paralelo 17º e o Vietnã virou um só país, governado por Ho Chi Minh.

Observações:

-Cerca de 1 milhã de vietnamitas morreram nessa guerra.

– 60 mil soldados americanos morreram, e 300 mil ficaram feridos.

Aqui está a entrevista com a menina símbolo da guerra que estava em uma foto na apostila: http://www.universitario.com.br/noticias/noticias_noticia.php?id_noticia=9536

Qualquer dúvida, deixe nos comentários ou me pergunte na aula!

China

O início da ocupação da China se deu em 6.500 a.C, pelos Jin e os Mongol, que desde cedo praticavam uma ocupação pacífica e um socialismo comunitário, ou seja, tudo é de todos.

Em 221 a.C surgiu a monarquia na China, com o seu primeiro imperador: Qin (pronuncia-se Xin), de origem Jin. Daí surgiram as teorias sobre o no China:

1- Dado em homenagem ao imperador Qin.

2- Significado: a quela que cresce no meio.

Em 1279, os mongois tomam o poder dos jin e fundam a dinastia militar Yuan, que logo foi sucedida pela Dinastia Ming. No século XIX, a China sofreu várias invasões estrangeiras, quando ocorreram a Guerra do Ópio* e a Guerra dos Boxers.

* Guerra do Ópio: a Inglaterra vendia ilegalmente ópio (uma droga) para os chineses. Porém, em 1894, os chineses revoltados com o contrabando de drogas, afundaram um carregamento de ópio que acabava de chegar ao porto. A Inglaterra não gostou disso e travou uma guera até 1897, quando os chineses perderam e a Inglaterra se apossou da cidade de Hong Kong. Em 1997, após o longo processo de ocidentalização da cidade, Hong Kong foi devolvida à China.

No ano de 1912, sob a liderança de Sun Yat-sen, os chineses proclamaram a  república. Porém Sun Yat-sen não permaneceu muito tempo no poder.

Ao final da Primeira Guerra Mundial, em 1919, os estudantes promoveram diversas manifestações de repúdio contra a decisão tomada na Conferência de Paris: o Japão tinha total liberdade para invadir e tomar áreas da China. Essas manifestações fortaleceram o Kuomintang, Partido Nacional do Povo, e em 1921 Sun Yat-sen volta ao governo apoiado pelo PCC (Partido Comunista Chinês).

Revolução Socialista (1949)

Em 1925, com a morte de Sun Yat-sen, o governo passou para Chiang Kai-Chek, que rompeu a aliança com o Kuomintang e empreendeu violenta perseguição a seus membros. Revoltados, os comunistas reagiram gerando uma guerra civil, mas com as primeiras derrotas, passaram a fugir da perseguição se refugiando no interior e criaram o Exército Vermelho, liderado por Mao Tsé-tung.

Mao Tsé-tung reuniu milhares de homens com a famosa Longa Marcha (1934-1935), atraindo camponeses (que constituíam 80% da China) para o partido e fugindo dos nacionalistas.

Com a presença estrangeira (Japão), Chiang Kai-chek se aliou aos comunistas para formar uma frente única contra o exército imperial japonês.

Em 1945, com o fim da Segunda Guerra a a derrota do Japão, a China viu-se livre dos Japoneses. Em 1949, Mao Tsé-tung proclamou a República Popular da China. Chiang Kai-chek fugiu para a ilha de Formosa (Taiwan), onde formou um governo independente com o apoio dos EUA, formando a República Nacionalista da China.

Planos Quinquenais – desenvolvimento interno chinês

reforma agrária

desenvolvimento industrial (a China possuía os 3M’s, então ela abriu seu mercado para as multinacionais, tornando-se socialista de mercado)

Fundaram as chamadas comunas populares, impondo a militarização do trabalho e incentivando a produção de aço. Os resultados não foram satisfatórios porque a período coincidiu com secas e inundações violetas, que acarretaram más colheitas nas comunas.

Isolamento internacional

O desenvolvimento nuclear da China a tronou uma superpotência do bloco socialista, mas foi criticado pela URSS (pós Stalin) e por grupos internacionais contrários, como EUA, Alemanha…

Surgiu, assim, mais uma vertente ideológica do socialismo, o maoísmo (MLM = Mao – Linha – Maoísta).

Essa rivalidade entre China e URSS deu sequência a vários conflitos nas fronteiras entre os dois países e iniciou-se um período de isolamento internacional da China.

Revolução Cultural Chinesa (1949 – 76)

Novos rumos foram tomados no sentido de implementar o comunismo: toda participação estrangeira na economia foi fechada e os opositores de Mao passaram a ser considerados traidores da pátria. Fortalecido no poder, Mao publicou suas ideias na obra mais conhecida como Livro Vermelho.

Em 1971, a China foi aceita na ONU.

A China pós-Mao

O sucessor de Mao pôs fim a Revolução Cultural e reprimiu as lideranças desse movimento, dentre as quais a da viúva de Mao, Chiang Chi (com a Camarilha dos Quatro).

Em 1985, formou-se o Tratado de Nanquim, o qual estabeleceu a devolução de Hong Kong à China em 1997.

Reagindo ao rígido controle, em 1989, foi realizada uma gigantesca manifestação estudantil, na qual um rebelde desconhecido (na foto) foi escolhido como uma das pessoas mais influentes do século XX.

EUA pós-guerra

Pearl Harbor > Supremacia estadunidenses > Guerra Fria > Fair Deal > Doutrina Truman > Caça às Bruxas > Macarthismo > A luta pelos direitos civis

Em 1939, os japoneses atacaram a base norte-americana de Pearl Harbor, no Havaí, fazendo com que os EUA entrassem na guerra ao lado dos Aliados (contra o Japão). No final da guerra, o mundo estava dividido entre duas grandes potências: EUA e URSS. (Porém os EUA tinham uma vantagem: eles não sofreram nenhum dano de guerra em seu território, e isso possibilitou ainda mais seu desenvolvimento tecnológico-industrial).

O presidente Harry Truman elaborou o plano Fair Deal, baseado no do presidente Roosevelt, o New Deal. O Fair Deal manteve certo controle do Estado sobre a economia (Keynesiano).

Em 1947, foi promulgada a Doutrina Truman, que combatia o avanço do socialismo.

Em 1940, quando a URSS detonou sua primeira bomba nuclear, os americanos acharam que o conhecimento nuclear soviético só seria possível com ajuda externa. Então desconfiaram do casal Rosenberg, físicos que trabalharam nas pesquisas sobre a bomba atômica, condenado-os a morte e levantando discussões acerca da culpabilidade ou não do casal.

Utilizando os meios de comunicação, o senado Joseph McCarthy, passou a acusar, indiscriminadamente, pessoas de serem comunistas ou simpatizantes do comunismo. Bastava uma suspeita, uma denúncia para alguém ter sua vida de ”pernas para o alto”. Esse episódio ficou conhecido como Macarthismo ou “Caça às Bruxas“.

O macarthismo chegou ao fim em 1955, quando o senador fez denúncias infundadas contra altos oficiais do comando militar.

A luta pelos direitos civis

Tudo começou com a Guerra de Secessão (1861-1865), com a segregação dos negros pelos brancos. Os negros reagiram e passaram à ofensiva, tendo à frente o reverendo Martin Luther King Jr., que, influenciado pela política de resistência pacífica de Ghandi, organizou manifestações contra a segregação racial.

Outro que lutou pelos direitos dos negros foi Malcom X, que utilizava de qualquer meio necessário para alcançar seus objetivos, incluindo a violência.

Em 1960, o presidente John Kennedy retomou a legislação a favor dos direitos civis da comunidade negra.

Feito por: Julia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: